• Casa das Muralhas

Arte Urbana na Covilhã


Pantónio - Wool Festival 2015 | Foto: Wool

Visitar a Covilhã sem reparar na Arte Urbana é quase impossível nos dias que correm, mas qual a história por detrás deste movimento artístico que “invadiu” a cidade?


Ao caminhar pelo centro histórico da Covilhã rapidamente se fica com a sensação de que ao virar de cada esquina há uma intervenção artística para descobrir. As obras, de pequena e grande dimensão, estão de tal forma integradas na malha urbana da cidade que é fácil esquecer o passado recente, onde as cores cinzentas e paredes degradadas predominavam.

Tamara Alves - Wool Festival 2014 | Foto: Catarina Diniz

As cores vivas que marcam o Centro Histórico da Covilhã são em grande parte responsabilidade de dois irmãos covilhanenses, Lara e Pedro Seixo Rodrigues, que durante umas férias ao sul de Espanha se apaixonaram pelos grafittis que por lá encontraram.

Mais tarde, com o crescimento do movimento da Arte Urbana em Portugal e influenciados por festivais internacionais como o FAME FESTIVAL ou o NUART, decidiram adaptar o conceito à sua cidade natal.


Foi assim que em 2011 nasceu o WOOL, o mais antigo festival de arte urbana de Portugal! Surgiu com o objetivo de requalificar a zona histórica da cidade, mas cresceu muito para além disso, contando com intervenções em diversos locais.

Bosoletti - Wool Festival 2017 | Foto: Wool

Do jogo de sons entre Wool (Lã) e Wall (Parede), surgiu a escolha do nome em inglês de forma a facilitar a internacionalização do festival. Ainda que o nome seja numa língua estrangeira, existe o compromisso de que todas as obras representam temas ligados à região, à cidade e à história da outrora “Manchester de Portugal”.


O festival anual, que se tornou já imagem de marca para a cidade, conta com mais de 40 intervenções de artistas de várias nacionalidades, onde se encontram nomes tão consagrados como Vhils, Bordalo II, Halfstudio, Bosoletti, Kruella D’Enfer, +MaisMenos+, Samina, Pantónio entre outros.

Halfstudio - Wool Festival 2017 | Foto: Wool

Aos poucos, o degradado centro histórico ganhou outra vida. As ruas desertas encheram-se de pessoas seguindo a rota da Arte Urbana em busca de mais uma obra para ver e fotografar. Passados quase 10 anos do primeiro mural, é seguro afirmar que o objetivo de Pedro e Lara Seixo Rodrigues foi cumprido! O WOOL é hoje uma das maiores atrações da Covilhã, projetando a cidade no panorama internacional, fazendo notícia mundo fora, impulsionando o turismo e a requalificação urbana do centro histórico.


O impacto do WOOL é de tal forma que ultrapassa “as suas fronteiras”, inspirando outras intervenções independentes, como é exemplo o mural de apoio à seleção nacional de futebol criado por AkaCorleone para a Federação Portuguesa de Futebol, ou os vários murais da empresa Casas Covilhã e outras pequenas intervenções.

Daniela Guerreiro - Casas Covilhã e AAUBI | Foto: Cláudio Gonçalves

Melhor mesmo, é ver para querer. Visite a Covilhã, venha descobrir uma cidade com mais de 800 anos de história, que é, entre muitas outras coisas, um museu de Arte Urbana a céu aberto!

livro_reclamacoes_antracite.png
rnt_.png
TDP_Clean&Safe_Logos-_cor.png

©2020 Casa das Muralhas - Covilhã Heritage House - 8236/RNET - Política de Privacidade - Termos e Condições